Catarina Martins ataca PCP por causa da repressão em Angola

Líder do Bloco deixa indireta aos comunistas por causa do voto contra a condenação da prisão dos 17 ativistas, entre os quais se inclui Luaty Beirão

A porta-voz nacional do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, não deixou passar o chumbo aos votos de condenação pela repressão em Angola e, através da rede social Twitter, lançou uma farpa ao PCP - os comunistas posicionaram-se contra os dois votos (do próprio BE e do PS) apreciados esta quinta-feira no Parlamento.

"Se um dia formos chamados a defender 17 jovens comunistas presos na Hungria ou Ucrânia por lerem um livro, também não ficaremos em silêncio", escreveu Catarina pouco depois da votação ter terminado na Assembleia da República.

Os 17 ativistas, entre os quais se inclui o luso-angolano Luaty Beirão, foram condenados pela justiça angolana a penas de prisão entre dois e oito anos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG