Cardeal-patriarca apresenta renúncia ao Papa

O cardeal-patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, escreveu já a carta de renúncia ao cargo que o direito canónico exige a quem cumpre 75 anos de idade.

"Ontem [quinta-feira] mesmo escrevi a carta ao Papa - está previsto no direito canónico que um bispo, quando cumpre os 75 anos, pede ao Santo Padre a resignação do seu mandato" - e fico à espera da sua decisão", afirmou, em conferência de imprensa promovida pelo patriarcado de Lisboa, citado pela agência Ecclesia.

Antecipando o seu 75.º aniversário, no próximo dia 26, este responsável adiantou que a missiva vai ser entregue na Nunciatura Apostólica, já esta sexta-feira. As decisões quanto ao seu futuro estão agora nas mãos de Bento XVI.

"A partir de hoje, eu próprio fico à espera da resposta e da orientação do Santo Padre", indicou D. José Policarpo.

"O Santo Padre tem liberdade completa de aceitar imediatamente, de prolongar por mais um ano - a não ser que haja motivos imediatos, mas quando as pessoas estão bem, que graças a Deus é o meu caso, o Santo Padre tem liberdade completa", declarou.

José da Cruz Policarpo nasceu a 26 de Fevereiro de 1936 em Alvorninha, Caldas da Rainha, território do distrito de Leiria e patriarcado de Lisboa.

A respeito deste aniversário, o cardeal português disse ter tomado a "opção pessoal" de não falar de si próprio.

Padre desde 15 de Agosto de 1961, foi ordenado bispo em 1978 e é patriarca de Lisboa desde 1998, após a morte de D. António Ribeiro. D. José Policarpo foi criado cardeal por João Paulo II em 2001.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG