Canoísta morre a descer rio em Arcos de Valdevez

Um canoísta de 28 anos morreu hoje, durante uma descida do rio Adrão, em Arcos de Valdevez, decorrendo operações para resgatar o corpo junto a uma queda de água, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

De acordo com a mesma fonte, o homem, natural de Ponte de Barca, era o primeiro de um grupo de quatro canoístas que desciam aquele rio e terá sido surpreendido numa queda de água, na freguesia de Soajo.

Segundo os bombeiros de Arcos de Valdevez, que coordenam as operações, o acidente com este canoísta deu-se cerca das 12:00.

"Foi jogado pela corrente contra um buraco das rochas, uma espécie de sifão. Temos no rio mergulhadores e elementos dos GIPS [força da GNR] para tentar resgatar o cadáver, que está devidamente sinalizado, mas é uma operação muito difícil, devido ao caudal", indicou a mesma fonte.

Trata-se do segundo caso do género, em duas semanas, registado na região.

A 05 de janeiro um outro canoísta, de 33 anos, que descia o rio Âncora, em Freixeiro de Soutelo, Viana do Castelo, sofreu acidente idêntico.

O corpo seria recuperado pelos bombeiros dois dias depois, na zona de Caminha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG