Cândida Almeida vai "agir criminalmente"

? A notícia de que os investigadores ingleses haviam mostrado interesse em investigar José Sócrates, mas que a procuradora Cândida Almeida o havia impedido, ontem avançada pelo Correio da Manhã, foi desmentida pela própria ao DN. A directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) garantiu que a notícia daquele diário é "falsa". Cândida Almeida anunciou ainda que irá "agir criminalmente contra as testemunhas e participantes na notícia". Tendo em conta que as fontes do Correio da Manhã não são reveladas no artigo, o mais provável é que esta queixa seja apresentada contra terceiros. Também ontem, Cândida Almeida mereceu a atenção do DN por no despacho final ter escrito que a inquirição de Sócrates não seria relevante para o processo. O nome deste voltou à ribalta após se saber que o MP tinha 27 perguntas para fazer ao primeiro-ministro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG