Cândida Almeida aguarda que "a justiça se cumpra" no caso Isaltino Morais

A directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), Cândida Almeida, afirmou hoje que aguarda "muito calmamente e com sentimento de dever cumprido" que a justiça se cumpra no caso de Isaltino Morais.

"O processo foi nosso [DCIAP], achámos que havia indícios, investigámos contra vários óbices que encontrámos e conseguimos levar a julgamento. Os tribunais pronunciaram-se e, muito calmamente e com sentimento de dever cumprido, aguardamos que a justiça se cumpra", referiu Cândida Almeida, à margem da conferência "Ministério Público e o Combate à Corrupção", promovida pela Procuradoria Geral da República, em Braga.

O autarca de Oeiras foi condenado pelo Tribunal da Relação de Lisboa a dois anos de prisão pelos crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais e fraude fiscal, mas ainda está em liberdade devido aos recursos pendentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG