Buscas em farmácias e empresas de distribuição de medicamentos

Polícia Judiciária está a efetuar buscas em consultórios médicos, farmácias e distribuidores. Em causa estão receitas falsas.

De acordo com o que uma fonte confirmou ao DN, esta operação está relacionada com anteriores. Em causa estão receitas falsas de medicamentos comparticipados pelo Estado e que nunca chegaram aos utentes.

Os medicamentos seriam posteriormente vendidos para fora do País. A confirmarem-se as suspeitas, este é um esquema semelhante a outros que já deram origem a detenções relacionadas com exportação ilegal e falsificação de documentos.

Avança a SIC Notícias que as buscas estão a decorrer em consultórios médicos, farmácias e distribuidores.

Esta operação, dirigida pelo Ministério Público, está relacionada com o processo principal, denominado "Remédio Santo", indicou à Lusa uma fonte ligada ao processo. O "Remédio Santo" envolve mais de duas centenas de casos de fraude no SNS, no valor global superior a 200 milhões de euros.

Também no âmbito do processo "Remédio Santo", em outubro, o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) comunicou o encerramento de um inquérito com a acusação de 20 arguidos, três dos quais pessoas coletivas, que "forjavam receitas" médicas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG