Buscas a farmácias e a distribuidores de remédios por suspeita de fraude

PJ realizou buscas a farmácias e empresas de distribuição de medicamentos em mais um caso de suspeita de fraude ao Serviço Nacional de Saúde.

As buscas ocorreram na zona da Grande Lisboa e no Sul do país no âmbito de uma investigação liderada pelo Ministério Público relacionada com receitas falsas e compra de medicamentos comparticipados e que está relacionada com a operação Remédio Santo.

Um dos alegados esquemas, apurou o DN junto de fontes do setor das farmácias, passaria pela compra de remédios posteriormente colocados noutras farmácias associadas a um grossista com autorização de exportação e que terá levado à detenção de uma pessoa.

A Ordem dos Médicos também fez chegar duas queixas à PJ por suspeita de uso de receitas roubadas. "Fomos contactados por uma farmácia durante o verão, e depois no final de setembro, a perguntar se um determinado médico estava inscrito na Ordem. E não estava registado. A ideia com que ficámos é que poderia estar aqui em causa o roubo de receitas", relatou ao DN Jaime Mendes, presidente da secção regional Sul da Ordem dos Médicos.

Leia mais no e-paper do DN ou na edição impressa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG