Bloco questiona se portarias são "promoções excepcionais"

A deputada do Bloco de Esquerda Mariana Aiveca disse hoje ver "com apreensão" as alterações nas chefias da Segurança Social, questionando se pretenderão fazer "promoções excepcionais" e o momento em que ocorrem.

O Governo publicou, na quinta-feira, quatro portarias em Diário da República sobre as alterações de estatutos de quatro institutos da Segurança Social e a nova equiparação remuneratória dos seus cargos dirigentes, o que o secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, já garantiu entretanto não traduzir qualquer promoção das chefias.

Perante este esclarecimento do Governo, o BE diz "dar o benefício da dúvida", mas promete "toda a atenção" ao assunto para confirmar se, tal como garantiu Pedro Marques, não haverá quaisquer aumentos, disse à Lusa a deputada bloquista Mariana Aiveca.

"Fica a dúvida do 'timing' em que estas portarias são assinadas e publicadas", afirmou, questionando se este é um caso de "gato escondido com rabo de fora", para realizar "promoções excepcionais".

O Bloco considera que o esclarecimento de Pedro Marques "fica pela metade", porque não clarifica "o porquê deste tão significativo atraso".

"Deixa-nos as maiores apreensões que o Governo tenha levado um ano para nos vir agora dizer que não se trata de aumentos salariais, mas tão só a reposição da lei decorrente das alterações ao regime de remunerações, carreiras e vínculos", sustentou Mariana Aiveca.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG