Bloco de Esquerda congratula saída de Cristina Azevedo

O Bloco de Esquerda congratulou-se com a saída de Cristina Azevedo da presidência da Fundação Cidade de Guimarães, mas defendeu que a "demissão não é suficiente" para garantir o sucesso da próxima Capital Europeia da Cultura.

"O Bloco de Esquerda congratula-se com esta decisão, que vinha reivindicando há vários meses. A equipa dirigente, e muito principalmente as posições assumidas pela presidente tinha-se tornado há muito um factor de instabilidade que ameaçava o sucesso de Guimarães 2012", afirmou o BE, em comunicado.

Cristina Azevedo deixou a presidência da Fundação Cidade de Guimarães, na sequência de um acordo de rescisão hoje assinado. O Bloco de Esquerda advertiu que a demissão "não é suficiente" para garantir o sucesso da próxima Capital Europeia da Cultura, afirmando que "em primeiro lugar importa garantir que o acordo não sobrecarregue novamente os cofres públicos". O BE reclamava há vários meses a saída de Cristina Azevedo, referindo a existência de "abusos e incompetência da administração, salários milionários e o alheamento da vida da cidade".

No comunicado, o partido sustentou que "há responsabilidades políticas na escolha da presidente da administração e na opção pelo modelo de fundação privada que vive integralmente de fundos estatais" sem que o Estado tenha "mecanismos para intervir na defesa do interesse público". Para o Bloco de Esquerda, "é preciso agir rapidamente para garantir o sucesso de Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura" que deve "envolver os agentes culturais e a população de Guimarães".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG