Bloco considera que Cavaco assumiu "costela de direita"

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do BE, considera que o Presidente deu "uma semana e meia" de vida a Passos Coelho e Portas.

O Bloco de Esquerda (BE) defendeu esta quinta-feira, pela voz do seu líder parlamentar, que a opção do Presidente da República de indigitar Pedro Passos Coelho para primeiro-ministro revela que Cavaco Silva assumiu a sua "costela de direita", dizendo que a nomeação do atual chefe do Governo significa que as audições aos restantes partidos - em particular o BE - foram ignoradas.

Falando na Assembleia da República, Pedro Filipe Soares notou que o partido esperava que o Chefe do Estado "não fizesse o país perder tempo", uma vez que o BE (tal como o PCP) já anunciou que apresentará uma moção de rejeição ao programa de Governo do PSD e do CDS, salientando, por isso, que Cavaco não fez mais que ter dado "azo" ao seu apoio a Passos Coelho e Paulo Portas.

Sem adiantar pormenores sobre o ponto de situação das negociações com PS e PCP, o dirigente bloquista disse ainda que Cavaco deu "uma semana, uma semana e meia" de vida a um Governo da coligação, uma vez que esse Executivo cairá após o chumbo do seu programa no Parlamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG