BE destaca "sinal claro" de que é preciso mudar o Governo

O coordenador do Bloco de Esquerda João Semedo destacou hoje o significado de uma das "maiores manifestações da democracia", afirmando que é um sinal claro que a "`troika" e o Governo estão a mais no país".

"É preciso mudar de política, é preciso condenar esta política e dizer ao Governo que tem de ser demitir. Esta já está a ser uma das maiores manifestações da democracia portuguesa e é um sinal claro de que a `troika" e o Governo estão a mais no país", afirmou.

João Semedo integrou a manifestação de Lisboa, com a também coordenadora do BE Catarina Martins, junto do Marquês de Pombal, onde estavam também os ex-dirigentes bloquistas José Manuel Pureza, Fernando Rosas e Francisco Louçã.

Sem querer fazer qualquer declaração, Francisco Louçã repetiu apenas a palavra de ordem que se ouvia "está na hora de o Governo se ir embora".

Para Catarina Martins, "o mar de gente" que se juntou hoje à manifestação de Lisboa "não se vai calar nem resignar" e está a dizer "que o Governo já não tem legitimidade e que o Governo tem de se demitir".

O movimento "Que se lixe a 'troika'" convocou para hoje manifestações em mais de 40 cidades, em Portugal e no estrangeiro, para pedir o fim das políticas de austeridade.

Com o lema "Que se lixe a 'troika', o povo é quem mais ordena", as manifestações, que contam com o apoio da CGTP, coincidem com a presença da delegação da 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) em Lisboa, para fazer a sétima avaliação do memorando de entendimento.

As manifestações foram antecedidas por diversos protestos, junto de governantes, quase sempre ao som de "Grândola, Vila Morena".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG