BE acusa Cavaco Silva de continuar a referir-se aos políticos e decisores como se não fosse um deles

O Bloco de Esquerda (BE) acusou hoje o Presidente da República de se referir aos decisores, na sua mensagem de Ano Novo, como se não fosse um deles e um dos que há mais tempo tem responsabilidades na situação do País.

"Cavaco Silva é um dos políticos no activo com responsabilidades de governo há 30 anos e não é aceitável que se refira aos políticos como se não fosse um deles", disse Jorge Costa, membro da Comissão Política do BE, reagindo assim à mensagem de Ano Novo do Presidente da República.

O deputado do BE considera que Cavaco "voltou a fazer o velho truque de se referir aos decisores como se não fosse um deles" e que com "as frases equívocas habituais mostrou de que lado está". Referindo-se às alusões do Presidente da República à crise económica e social, o deputado do Bloco diz que estas não passam de "constatações".

O deputado do BE sustentou ainda que "quem assistiu à mensagem percebe o enorme risco de a mensagem do Presidente ser confundida com o tempo de antena do candidato presidencial", dizendo que já houve situações, em anos de eleição, em que os Presidentes "abdicaram desta mensagem e isso ficou-lhes bem".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG