Autarcas dos maiores municípios ausentes de congresso

A ausência dos autarcas dos municípios de maiores dimensões no Congresso Extraordinário da ANMP, que hoje decorre em Santarém, foi criticada por alguns dos presidentes de câmara presentes no encontro.

"Não vale a pena dar importância a quem tem a mania que é muito importante", disse o presidente da Câmara Municipal de Ílhavo, Ribau Esteves (PSD), numa alusão às ausências de alguns autarcas muito aplaudida pelos presentes.

Mais tarde, questionado pela Lusa sobre se se referia às ausências dos presidentes das câmaras municipais de Lisboa e do Porto, o autarca de Ílhavo optou por não particularizar, preferindo frisar a importância da presença dos autarcas nos momentos "importantes" como é o caso de um congresso extraordinário da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

"A ideia é esta, é muito importante que cada autarca, em particular os presidentes de câmara, dê um contributo efetivo para o fortalecimento de uma instituição que tem um histórico de serviço muito importante ao poder local e ao país", disse.

"É pela presença que se contribui para o fortalecimento e não pela ausência", afirmou Ribau Esteves.

O presidente da Câmara de Gouveia, Álvaro Amaro, por seu lado, afirmou à Lusa que "seria saudável para o poder local contar com a presença de grandes figuras da política nacional, como são os casos de Rui Rio, António Costa e Luís Filipe Menezes".

Já o presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, sublinhou o que considera ser uma evidência: "há na ANMP uma tensão entre os grandes e os pequenos municípios. Mas eu estou cá a dar a cara e sou o presidente da segunda autarquia em número de habitantes", salientou.

Sobre a ausência de presidentes de câmara como António Costa (Lisboa) e Rui Rio (Porto), Fernando Seara disse que não podia lamentar as suas ausências, uma vez que "cada um terá justificações para esse impedimento, seguramente".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG