Aumenta o risco de um novo El Niño

A probabilidade da ocorrência de um novo fenómeno El Niño aumentou para 80% até ao final do ano, anunciou quinta-feira a OMM (Organização Meteorológica Mundial), agência especializada da ONU com sede em Genebra.

"O mundo deve preparar-se", porque "a probabilidade de um verdadeiro El Niño atingiu 60% em junho e agosto e 75-80% para o período de outubro a dezembro", revelou a organização.

As temperaturas no Pacífico tropical aumentaram recentemente para "níveis de alcance correspondentes ao El Niño de baixa intensidade", refere a OMM. O Pacífico tropical "deve continuar a aquecer nos próximos meses (...) o El Niño esperado deve atingir o seu pico no 4 º trimestre e vai continuar até o início de 2015 antes de se dissipar", cita a AFP.

El Niño é um fenómeno climático com um "grande impacto" no clima global. Manifesta-se por alterações significativas de curta duração (12 a 18 meses) na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, com profundos efeitos no clima. Este pode ocorrer a cada dois ou a cada sete anos, tendo sido o último episódio em 2009-2010. O seu papel no aquecimento e arrefecimento global é uma área de intensa pesquisa, ainda com muito por descobrir.

A OMM disse ainda que "muitos governos já começaram a preparar-se para a chegada do El Niño", no entanto, ainda não é possível especificar se terá uma intensidade moderada, fraca ou forte.

A organização pública francesa FranceAgriMer lançou também um alerta sobre os possíveis "efeitos devastadores" do El Niño sobre as culturas de trigo na Austrália.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG