Assunção Esteves lembra exigência de reinventar a política

A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, lembrou hoje os cidadãos que "esperam para se reconciliar com a política" e defendeu que é exigido aos deputados a "reinvenção da democracia".

"Somos nós o cais da esperança que num domingo de Junho saiu de casa para nos escolher e da esperança que não saiu, que é dos cidadãos que lá bem no fundo esperam para se reconciliar com a política", afirmou Assunção Esteves.

Na primeira intervenção enquanto presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves defendeu que é exigido aos deputados uma "reinvenção da democracia".

"São tantos os projectos, as expectativas, as inquietações que connosco se sentam e que exigem de nós que cultivemos com os domínios da vida das pessoas concretas formas de comunicação contínua muito para além do tempo das eleições e do espaço dos partidos. Verdadeiramente o que se nos exige é a reinvenção da democracia", afirmou Assunção Esteves.

A presidente da Assembleia considerou igualmente que "chegou o tempo da perda do monopólio político do Estado".

"O Parlamento deverá legislar, fiscalizar, representar, mas também, pela mão de cada um dos seus deputados fazer a sociedade ela mesma gerar o político", considerou.

"A insuficiência do sufrágio dita que os cidadãos se associem às instituições, chama pelo seu estatuto de participantes no processo político, e chama por novos actores, empresas, associações, ONG", defendeu.

Assunção Esteves referiu-se à União Europeia, considerando que Portugal deve ser co-autor do projecto europeu "de corpo inteiro" e não um membro passivo.

"Devemos lutar pela coerência da União para que tenha um centro, pois que só com um centro pode ser actor na ordem mundial, para que se descentralize, pois só descentralizando pode ser democracia", afirmou.

Para Assunção Esteves, presidir ao Parlamento constitui "a maior honra" da sua vida, "porque o Parlamento é a liberdade que se fez instituição", considerando que os deputados são "portadores de um mandato que se gera na igualdade e na liberdade".

"Que orgulho, senhores deputados, e que responsabilidade que é, estarmos aqui", declarou.

A deputada do PSD Assunção Esteves foi hoje eleita presidente da Assembleia da República, com 186 votos favoráveis.

Assunção Esteves tornou-se a primeira mulher a ocupar a presidência da Assembleia da República.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG