Associação arranjou padrinhos para crianças carenciadas

Uma campanha organizada por uma associação de Viseu conseguiu recrutar padrinhos para todas as crianças carenciadas que estão sinalizadas, permitindo que estas possam receber roupas e brinquedos no Natal.

"Superámos todas as expectativas. É com enorme alegria que dizemos que conseguimos padrinhos para as 56 crianças carenciadas que estão por nós sinalizadas", revelou Diana Costeira, diretora do Departamento de Valorização da Vida da Associação Social, Cultural e Espiritualista de Viseu.

No início de dezembro, a Associação Social, Cultural e Espiritualista de Viseu lançou uma campanha que tinha como objetivo recrutar padrinhos que pudessem oferecer roupas e brinquedos a crianças de famílias com dificuldades, e roupas e produtos de higiene aos sem-abrigo de Viseu.

"A campanha chegou a todo o lado e temos padrinhos de vários pontos do país, que decidiram colaborar mesmo sem conhecer a nossa associação. Alguns padrinhos vão mesmo acompanhar o afilhado ao longo de todo o ano", sublinhou.

Já os sem-abrigo de Viseu ainda não estão todos apadrinhados, embora cerca de metade dos 50 sinalizados já tenham padrinho.

"Penso que até ao final da semana ficam todos com padrinho, mas todos eles vão poder receber presentes, pois tivemos muitas doações. Uma fábrica enviou camisolas novas para cada um deles", informou.

Diana Costeira frisou também que uma instituição do Porto procedeu ao envio de roupas para os sem-abrigo, que receberam também produtos de outras empresas, para além de sacos-cama de uma outra entidade. "Também nos ligaram da Câmara de Leiria a disponibilizarem-se para ajudar e da Escola de Santa Eugénia (Agrupamento do Viso) chegaram brinquedos e roupas para as crianças", descreveu.

De acordo com a dirigente, os interessados terão a oportunidade de conhecer os afilhados mais pequenos durante a festa de Natal da associação, que decorre no sábado.

"A festa de Natal para os sem-abrigo está agendada para o dia 28 de dezembro, na Escola Grão Vasco", acrescentou.

Face ao "enorme sucesso da campanha", a Associação Social, Cultural e Espiritualista de Viseu decidiu que será uma iniciativa a repetir pela Páscoa, para além de "os padrinhos serem sensibilizados a assinalar a data de nascimento dos seus novos afilhados".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG