As redes sociais são as melhores amigas dos desempregados

As redes sociais são uma ótima ferramenta para divulgação e pesquisa de oportunidades de emprego. É a garantia dos especialistas em recursos humanos contactados pelo DN, depois de Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome, ter lançado a polémica ao afirmar que as redes sociais são "o pior inimigo dos desempregados".

ílvia Almeida, 32 anos, tem experiência dos dois lados: foi contactada pela Google para entrevistas através do LinkedIn e já recrutou através de um grupo do Facebook. António José Almeida, especialista em gestão estratégica de recursos humanos, realça que "cada vez mais empresas usam as redes sociais para recrutar pessoas e para validar informação fornecida noutros meios".

Leia mais na edição epaper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG