Arrancou campanha "Um euro por Ernano"

A campanha é para custear o último recurso de Hugo Ernano, o militar da GNR condenado por ter morto a tiro um rapaz de 13 anos numa perseguição à carrinha em que o menor seguia com o pai e tio assaltantes

A Associação de Profissionais da Guarda (APG/GNR) está a promover uma campanha de angariação de verbas, que já arrancou, para ajudar o militar da GNR Hugo Ernano a custear o último recurso que lhe resta, para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, no processo em que foi condenado por matar acidentalmente, a tiro, um rapaz de 13 anos na perseguição à carrinha em que o menor seguia com o pai e o tio, que andavam a furtar ferro. O caso passou-se em 2008, em Loures.

Perante a decisão recente do Tribunal Constitucional, que não deu razão ao profissional da GNR, Hugo Ernano está condenado a quatro anos de prisão com pena suspensa e ao pagamento de uma indemnização de 55 mil euros aos pais do menor, como lembrou a APG em comunicado.

A campanha chama-se "Um euro por Ernano" e está a decorrer nas redes sociais na página "Vamos apoiar Hugo Ernano". A página já tem mais de 100 mil seguidores.

Todo o dinheiro recebido será utilizado para custear o recurso para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, garante a APG/GNR.

As transferências de um euro podem ser feitas através do NIB 0007 0000 00185 0479 6823 (conta BES em nome de Rafael Ernano, filho do militar da GNR).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG