António Cluny fica sem cargo no Eurojust

Em comunicado divulgado esta terça-feira foi ainda confirmada Helena Fazenda como nova superpolícia

O Conselho Superior do Ministério Público decidiu esta terça-feira "não autorizar" a nomeação, em comissão de serviço, do procurador-geral adjunto António Cluny para membro nacional da Eurojust, cargo no órgão europeu do Ministério Público.

A decisão foi ontem comunicada através de comunicado, após uma reunião plenária em que foi confirmada a nomeação de Helena Fazenda, procuradora-geral adjunta, para o cargo de secretária-geral do Sistema de Segurança Interna.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG