ANF recebida pelo Presidente da República

A redução "muito grande" no preço dos medicamentos e as suas consequências para as farmácias foi uma das preocupações que o dirigente da associação que representa o setor partilhou hoje com o Presidente da República.

À saída da audiência com Cavaco Silva, solicitada pela Associação Nacional das Farmácias (ANF), João Cordeiro disse aos jornalistas que a mesma teve o objetivo de informar o chefe de Estado sobre "os problemas do setor, de uma forma global".

"O senhor presidente está muito bem informado sobre os problemas e a realidade do setor e está obviamente preocupado, porque 2012 é um ano muito difícil para a saúde, especificamente para a área do medicamento", disse.

Questionado sobre algumas das suas principais preocupações, João Cordeiro escusou-se a grandes pormenores, lembrando apenas as "muito grandes" reduções de preços dos medicamentos.

"As reduções de preços voluntárias da indústria são arrasadoras para o setor das farmácias, que não conseguem pactear essas reduções de rentabilidade nos custos das farmácias", adiantou.

João Cordeiro sublinhou que as farmácias têm "um nível de serviço apreciado pela população e uma qualidade que é das melhores a nível europeu, mas é preciso dar condições para que o sector suporte a qualidade dos serviços que presta à população".

Segundo o presidente da ANF, Cavaco Silva terá manifestado "uma grande preocupação com as farmácias nas aldeias, que são uma estrutura fundamental para as populações mais isoladas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG