Alberto João Jardim elogia Costa e critica Passos e PSD

O ex-presidente do Governo Regional da Madeira tem estado a acompanhar a visita do Presidente da República à ilha

Sem, como é hábito, papas na língua, Alberto João Jardim nem hesitou quando questionado pelo DN sobre o que pensava da boa relação entre Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa. "Eu sou suspeito quando faço considerações sobre o Sr. Primeiro-Ministro, pois toda a gente sabe que tenho um grande respeito e admiração pessoal por ele e sempre tivemos uma excelente relação", afirmou. Já quanto ao PSD, as palavras não foram nada elogiosas, principalmente para o Presidente do partido.

"Toda a gente sabe o que penso: o PSD não vai a lado nenhum enquanto lá estiver o Dr. Pedro Passos Coelho", assinalou. As suas críticas não pouparam também as estruturas regionais, cujo discurso, durante a manhã, classificou de "muito pobre", tal como os de "todos os partidos da oposição". "No meu tempo", recordou, "não havia medo do confronto, na dialética política", salientou. "A mim a ideia dos consensos mete-me medo. A Europa está como está por causas dos consensos e agora venho a geração política que me sucedeu aqui no Governo Regional sempre a falar de consensos. É uma perfeita idiotice!", acrescentou.

Apoiante de sempre de Marcelo Rebelo de Sousa, Jardim elogiou o seu desempenho: "acho que é o Presidente de que o país prcisava, com um estilo diferente. O país estava psicologicamente batido e era preciso alguém que reacendesse a esperança".

Alberto João Jardim falava aos jornalistas na Quinta da Vigia, no Funchal, onde o Presidente da República almoça com o Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque e vários convidados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG