Advogados vão trabalhar mais seis anos até à reforma

A Ordem quer travar novas regras da Caixa de Previdência. A idade da reforma sobe para 66 anos, os advogados passam a descontar 25% a partir de 2018 e os pensionistas podem perder 13.º e 14.º meses.

Os 28 mil advogados e os dois mil solicitadores portugueses vão ter de trabalhar mais seis anos até se poderem aposentar. O novo Regulamento da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS), aprovado em Conselho de Ministros a 30 de abril, impõe que a idade de reforma destes profissionais passe dos 60 para os 66 anos - um documento que promete gerar contestação dentro da Ordem dos Advogados.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG