Meteorologista alerta para perigo por saturação dos solos

O mau tempo nos Açores deverá manter-se até sexta-feira, e a situação pode "tornar-se perigosa" devido à saturação dos terrenos provocada pela chuva intensa registada desde segunda-feira, disse hoje à Lusa o meteorologista Carlos Ramalho.

"Vamos continuar com chuva contínua durante todo o dia de quinta-feira e também durante o dia de sexta-feira, e isto torna-se gravoso até porque desde segunda-feira que estamos com chuva praticamente sem parar em todas as ilhas dos Açores", disse o meteorologista Carlos Ramalho, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou hoje sete ilhas dos Açores (Santa Maria, S. Miguel, Terceira, S. Jorge, Faial, Pico e Graciosa) sob aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, por causa da chuva e do vento.

O mau tempo provocou esta noite um deslizamento de terras no Faial da Terra, no concelho de Povoação, ilha de S. Miguel, de que resultou um morto e dois desaparecidos.

Carlos Ramalho explicou que a chuva contínua se deve "a uma depressão a sudoeste do arquipélago com um sistema frontal associado que está estacionário sobre os Açores".

A intensidade da chuva não deverá aumentar, "mas como os terrenos já estão saturados, a situação torna-se um pouco perigosa porque vai continuar a chover", disse o meteorologista.

"Nas últimas seis horas, o local onde choveu mais foi na estação do Nordeste, na ilha de S. Miguel, onde desde as 19:00 de quarta-feira até à 01:00 de quinta-feira caíram 76 litros por metro quadrado", precisou.

Já as ilhas do grupo ocidental estão com aviso amarelo, tanto de precipitação, como de vento.

"Nós estamos a seguir a situação, mas pela informação que temos, as Flores e o Corvo não deverão ter valores tão significativos de precipitação", acrescentou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG