Cancro do pulmão mais frequente nos homens

O arquipélago registou mais de oito mil novos casos de cancro entre 1997 e 2006. Homens com mais cancro no pulmão e nas mulheres o mais frequente é o cancro da mama

Os Açores registaram 8 465 novos casos de cancro entre 1997 e 2006, exceptuando os da pele, que provocaram 2 263 mortos, revelam os dados do registo oncológico regional hoje divulgados. O Registo Oncológico Regional dos Açores (RORA), coordenado cientificamente por Vítor Rodrigues, indica que os casos registados são maioritariamente de cancro do pulmão, nos homens, e de cancro da mama, nas mulheres.

As estatísticas referem que, nos homens, seguem-se os casos de cancro da próstata, colo-rectal, estômago e bexiga, enquanto nas mulheres, depois do cancro da mama, os mais frequentes são os do colo-rectal, corpo do útero, estômago e colo do útero. No caso do cancro da pele, que não está incluído nos 8 465 casos detetados entre 1997 e 2006, a sua incidência é baixa nos Açores, tendo sido descobertos naquele período de tempo apenas mil casos de melanomas.

Na intervenção que proferiu na apresentação dos dados do RORA, o secretário regional da Saúde, Miguel Correia, salientou que "o governo entende que as verbas gastas na luta contra o cancro não poderiam ser mais bem empregues e, por isso, continua a investir na prevenção primária, secundária e terciária". Miguel Correia prometeu um reforço da prevenção primária, quer na vacinação contra o cancro do cólo do útero, quer no rastreio do cancro da mama, que já abrangeu 20 mil mulheres. O rastreio do cancro colo-retal inicia-se no próximo ano para a população entre os 50 e os 70 anos, estimando Miguel Correia que possa atingir 50 mil pessoas. Foi ainda revelado que, até este mês, foram registados nos Açores 15 432 casos de cancro, dos quais 56% em homens e 44% em mulheres.

Ler mais

Exclusivos