Hospital da ilha Terceira deteta um caso de dengue

O hospital de Santo Espírito, da ilha Terceira, nos Açores, detetou um caso de dengue que teve origem numa infeção na Madeira, afirmou hoje a diretora clínica.

"O doente sentiu uma picada na Madeira, veio para a Terceira e desenvolveu febre", frisou, em declarações à Lusa, a diretora clínica do hospital, Lurdes Dias, acrescentando que o homem só recorreu à unidade de saúde quatro dias depois, onde esteve internado durante "três dias".

Lurdes Dias adiantou ainda que o homem "já teve alta", sendo acompanhado através de consultas.

Segundo a diretora clínica, o hospital "costuma fazer uma notificação" deste tipo de casos à secretaria regional da Saúde, contudo, a médica que acompanhou o doente "estava a aguardar a evolução" do doente, por isso não o fez de imediato.

Numa nota de imprensa no Gabinete de Apoio à Comunicação Social, a tutela informa que a "direção regional da Saúde está a acompanhar o caso e voltou a alertar todos os hospitais e unidades de saúde para seguirem as normas que foram em tempos emitidas sobre esta matéria, comunicando de imediato qualquer caso ou suspeita que venha a surgir".

A direção regional da Saúde salienta ainda que "deu orientações ao Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira para averiguar as razões que levaram à não comunicação deste caso".

A tutela considerou ainda que "não há razão para apreensão, uma vez que a doença não se transmite de pessoa para pessoa", só sendo "contraída pela picada do mosquito 'aedes aegypti'", que não é provável que venha a existir mos Açores, "tendo em conta as caraterísticas do clima do arquipélago".

Na Madeira, já foram detetados quase 2.000 casos de febre de dengue.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG