Feridos na explosão de navio chegam a Ponta Delgada

Os três feridos, um dos quais com gravidade, na explosão registada no sábado a bordo de um cargueiro alemão ao largo dos Açores chegam à ilha de S. Miguel durante a manhã de hoje, disse fonte da Marinha.

Segundo adiantou à agência Lusa Carlos Oliveira, do Centro de Buscas e Salvamento da Marinha em Ponta Delgada, entre os feridos na explosão no "Flaminia", de que resultou um morto, um apresenta queimaduras em 80 por cento do corpo.

Há um ferido com fraturas num membro inferior e outro a quem teve se ser amputado um dedo, acrescentou.

O explosão a bordo do "Flaminia" deu-se quando o navio navegava a cerca de 1.000 quilómetros da ilha Terceira, tendo os feridos sido assistidos inicialmente num petroleiro que navegava na zona, o "Crown".

Do petroleiro foram depois transferidos para o porta contentores "Stella", de onde foram retirados hoje de manhã para a ilha Terceira por um helicóptero da Força Aérea, adiantou Carlos Oliveira.

Até meio da manhã de hoje deverão dar entrada no Hospital Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel, para onde viajam num avião da Força Aérea sedeado na base das Lajes, indicou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG