Antigo prédio da RTP Açores destruído em incêndio

A água do mar ajudou os bombeiros a combaterem o violento incêndio que destruiu por completo um antigo edifício da RTP, no centro de Ponta Delgada.Um bombeiro ficou ferido.

O incêndio, que deflagrou na sexta-feira à noite e cujas causas ainda são desconhecidas, foi combatido por 65 bombeiros, apoiados por 15 viaturas, de três corporações.

A água utilizada para o combate às chamas foi retirada do mar, através de mangueiras especiais com mais de um quilómetro de extensão, o que permitiu uma maior eficácia no trabalho dos bombeiros.

O incêndio deflagrou cerca das 21.30 (22.30, na hora de Lisboa) tendo os bombeiros iniciado o rescaldo cerca de uma hora e meia mais tarde.

Apesar da violência do fogo, os bombeiros conseguiram evitar que as chamas se propagassem aos edifícios contíguos, um dos quais alberga a delegação nos Açores do Tribunal de Contas.

No combate às chamas ocorreu um acidente que provocou ferimentos em dois bombeiros, um dos quais sofreu uma fractura num dos pulsos, enquanto o outro teve apenas escoriações ligeiras, segundo uma fonte dos bombeiros.

O edifício, em obras e que foi sede da RTP/Açores, ficou totalmente destruído no interior, sendo que será feita uma avaliação técnica para apurar se há necessidade de proceder à demolição da fachada.

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, o secretário-regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, José Contente, que tem a tutela da Protecção Civil, e o vice-presidente da Câmara de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, estiveram no local a acompanhar o combate ao incêndio, cujas chamas eram visíveis numa parte grande da cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG