Acordo em dúvida. Reunião com os sindicatos atrasada

Palavras de Mário Centeno no Parlamento lançam dúvidas em torno de um encontro que se previa servir para selar acordo

A reunião entre os sindicatos de professores e responsáveis dos ministérios da Educação e das Finanças começou quase uma hora depois do previsto, devido ao atraso da secretária de Estado da Administração e Emprego Público, Fátima Fonseca, de quem se espera a proposta do governo em relação à contagem do tempo de serviço.

Representantes de todas as organizações sindicais participam no encontro.

Ao longo do dia têm surgido diversas interpretações sobre as declarações de Mário Centeno, no Parlamento, negando a contagem retroativa do tempo de serviço dos professores. A ser interpretada à letra, essa afirmação implicaria rasgar o princípio de entendimento ontem alcançado com os sindicatos. Só a reunião esclarecerá se não estamos perante mais uma reviravolta

Exclusivos