Acidente no Marquês. 12 viaturas envolvidas e três feridos moderados

Autocarro de turismo terá sofrido uma avaria mecânica nos travões. Duas pessoas tiveram de ser desencarceradas

Um autocarro de turismo abalroou 11 viaturas na rotunda exterior do Marquês Pombal. Três pessoas ficaram feridas, duas das quais tiveram de ser desencarceradas.

O autocarro de turismo estava parado num semáforo e terá "começado a andar sozinho devido a uma avaria mecânica", abalroando dez automóveis (um deles da polícia) e um autocarro, segundo explicou ao DN chefe Madaíl, da Divisão de Trânsito de Lisboa.

Os três feridos "moderados", como classificou chefe Rocha, do Regimentos dos Bombeiros Sapadores de Lisboa, foram transportados para o Hospital de São José. O alerta foi dado às 18.29, tendo o acidente acontecido pouco depois de o autocarro do Benfica passar no Marquês de Pombal.

"Ouvi o barulho dos carros a baterem e quando olhei só vi vários carros a serem empurrados", relatou ao DN uma das pessoas que estava num dos automóveis atingidos, não ficando, contudo, ferida. Viajava com a filha de 12 anos, que estava naquele momento ao telemóvel com o pai, que contou que só ouviu gritos antes de a chamada cair.

Paulo Silva, de 23 anos, estava no carro com a mulher e o filho de três anos quando ouviu o barulho do embate. "Oiço a viatura a bater em carros... O meu foi projetado para o passeio", recordou, mostrando as marcas bem visíveis no seu automóvel e no passeio. A mulher queixou-se de um joelho, mas foi assistida no local e encontrava-se bem. "O meu filho ficou um pouco assustado, mas estão todos bem", garantiu.

Segundo o oficial de dia do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, o trânsito está cortado numa lateral da avenida Joaquim António de Aguiar, ao fundo da rua, e na rotunda do Marques de Pombal existem restrições.

De acordo com a PSP, o acidente vai ser investigado, mas na origem poderá estar uma falha de travões num dos autocarros que estava estacionado na Joaquim António de Aguiar, tendo embatido no outro autocarro. Os dois pesados acabaram por colidir com 10 veículos ligeiros que circulavam na rotunda do Marquês de Pombal.

(Notícia atualizada às 20:46)

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.