A carta do PS à coligação: Passos foi "deselegante"

Na carta assinada por António Costa lê-se que PSD e CDS ignoraram a alteração do quadro parlamentar

Perante o anunciado ponto final colocado pela coligação nas negociações com os socialistas, o PS escreveu uma carta dirigida a Pedro Passos Coelho na qual acusa de se ter furtado "a prestar a informação financeira detalhada" e de ter apresentado "um documento manifestamente insuficiente face à necessidade de traduzir uma mudança de políticas".

A carta está assinada por António Costa, que descreve como "deselegante" a forma como o primeiro-ministro colocou "ponto final" nos contactos entre os partidos, referindo ainda que o documento da coligação não apresentava ideias concretas como o combate à precaridade, ignorava "medida essenciais à melhoria dos rendimentos das família", dando depois alguns exemplos.

É ainda salientado na carta que todas as questões nela escrita "foram colocadas na reunião pelo PS, não tendo obtido da parte da coligação qualquer resposta".

Leia na íntegra a carta do PS.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG