40 pessoas protestaram dentro de estação dos CTT

As quarenta pessoas que estiveram hoje em protesto no interior da estação dos CTT de Albergaria dos Doze, em Pombal, abandonaram o espaço às 21:45, disse à agência Lusa uma autarca.

Isabel Costa, presidente da Junta de Freguesia de São Simão de Litém (Albergaria dos Doze será agregada futuramente a esta freguesia), disse à Lusa que as pessoas abandonaram o interior do espaço, mas mantiveram-se no exterior, manifestando-se, "de forma mais calma", contra o encerramento daquela estação.

Às 22:00, de acordo com este relato, estariam aproximadamente 200 pessoas naquela manifestação popular.

Quatro dezenas de pessoas estavam às 20:30 de hoje no interior da estação dos CTT de Albergaria dos Doze, em Pombal, juntamente com a funcionária e o responsável pela distribuição.

Fonte da GNR de Pombal confirmou à Lusa a existência de uma "manifestação no local", sem adiantar mais pormenores.

Para Isabel Costa, este encerramento provocará a deslocação dos utentes para Pombal, num trajeto de mais de 18 quilómetros.

A Lusa contactou os CTT, que confirmaram a transferência.

"Os CTT confirmam a transferência do serviço postal prestado pela Estação de Correio de Albergaria dos Doze, concelho de Pombal, para um novo posto na mesma freguesia e explorado por um parceiro dos Correios", disse fonte dos CTT à Lusa.

Segundo a empresa, "uma vez que o serviço continuará a ser prestado dentro da freguesia, os CTT estimam que o impacto da transferência para a população será nulo. Um posto de correio é um balcão postal explorado por um parceiro dos CTT, seja um particular ou uma junta de freguesia, que recebe formação especializada e é remunerado pelos Correios para esta prestação. Uma Estação de Correios é uma loja diretamente explorada pelos CTT".

"Todos os serviços postais continuarão disponíveis no novo posto de correio, incluindo os pagamentos de vales de prestações sociais (reformas e todas as outras), a cobrança de faturas, o envio de correio normal e prioritário e a receção de objetos registados e encomendas, entre outros", acrescentou.

A empresa sublinhou ainda que esta transferência em nada afeta a normal distribuição feita pelos carteiros, que continua a ser garantida todos os dias nos mesmos moldes.

"Esta transferência de serviços é consequência do sobredimensionamento da oferta dos Correios nesta área, face às necessidades. Entre 2007 e 2011, a Estação de Correio de Albergaria dos Doze perdeu um em cada quatro clientes (-25,7%). Por essa razão, os CTT procederam a uma análise rigorosa, tendo em conta a necessidade de manter o acesso dos clientes ao serviço, o que está garantido", disse a empresa.

Os CTT esclarecem também que "esta transferência não implica qualquer perda de postos de trabalho, uma vez que os trabalhadores colocados nas estações transferidas continuarão sempre a exercer a sua atividade noutras estações de Correio".

Hoje à tarde tiveram início incidentes de protesto semelhantes pelo menos junto às estações da Ajuda (Lisboa) e Valado de Frades (Nazaré).

Exclusivos