25 de novembro. PSD acusa esquerda de desrespeito ao Parlamento

"Infelizmente vivemos tempos em que os valores democráticos e a ética republicana são postos em causa", lamentou Luís Montenegro

O presidente da bancada parlamentar do PSD, Luís Montenegro, acusou esta manhã o PS, PCP e BE de "desrespeito" é "desautorização" ao presidente do Parlamento pelo facto de não estarem presentes na cerimónia, que está a decorrer está manhã na Assembleia da República, de evocação ao 25 de novembro.

"Infelizmente vivemos tempos em que os valores democráticos e a ética republicana são postos em causa por várias razões. O que aconteceu aqui hoje é um exemplo ", lamentou Luís Montenegro. O dirigente social-democrata recordou que "numa primeira fase o evento teve a anuência de todas as forças partidárias, mas numa segunda fase houve uma desistência, numa atitude de desrespeito e até desautorização em relação ao presidente do Parlamento".

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o vice primeiro-ministro, Paulo Portas, que tinham inicialmente lugar marcado na mesa de honra, acabaram por assistir das bancadas à sessão. Estavam presentes apenas os deputados do PSD e do CDS-PP.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG