166 mil doentes não conseguiram consulta

Segundo relatório da primavera, do Observatório Português dos Sistemas de Saúde, doentes foram referenciados mas não foram atendidos nos hospitai.

Cerca de 166 mil doentes não foram vistos por médicos nos hospitais, apesar de terem sido referenciados pelos centros de saúde para terem acesso a uma consulta de especialidade. O elevado tempo de espera apontado pelo relatório da primavera foi fortemente contestado. Administradores dos hospitais S. João, no Porto, e de Beja admitem avançar com acções judiciais contra dados que afirmam estar errados.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG