1473 professores chumbam e não dão aulas para o ano

Passaram 8747 e estão impedidos de concorrer 3331 porque não fizeram a prova. Associação de Contratados questiona quantos dos que passaram vão ter emprego em setembro.

Dos 10 220 professores contratados que fizeram a prova de avaliação de conhecimentos e capacidades (PACC), 1473 chumbaram e não vão poder dar aulas no próximo ano letivo. Os resultados divulgados ontem pelo Instituto de Avaliação Educativa (IAVE) indicam ainda que 3331 professores - inscritos mas que não realizaram a prova - também não vão poder concorrer. Ou seja, à partida estão já excluídos dos concursos 4804 contratados com menos de cinco anos de serviço.

Os números não satisfazem a Associação Nacional dos Professores Contratados (ANVPC) que mantém as críticas à tutela. "O senhor ministro devia mostrar em setembro quantos destes 8747 que passaram vão estar a trabalhar. Às tantas vai mostrar que o dinheiro gasto na prova não deu emprego a ninguém", apontou César Israel Paulo, presidente da ANVPC. O representante dos contratados lembra que as contratações têm vindo a diminuir e que os candidatos têm em média 15 anos de serviço. Ora a prova destina-se apenas a docentes com menos de cinco anos.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG