Zorrinho demarca-se da iniciativa

O líder parlamentar do PS afirmou hoje que a sua direção se demarca "totalmente" da iniciativa de deputados socialistas e do Bloco de Esquerda de requererem a fiscalização da constitucionalidade do Orçamento do Estado para 2012.

"A posição do PS sobre o Orçamento [do Estado para 2012] é muito clara: A prioridade é a fiscalização política do Orçamento. Por isso, nós, institucionalmente, demarcamo-nos totalmente desta iniciativa de alguns deputados do PS com o Bloco de Esquerda", declarou Carlos Zorrinho.

Carlos Zorrinho falava aos jornalistas, na Assembleia da República, após o ex-porta-voz socialista Vitalino Canas ter anunciado que o requerimento a suscitar a constitucionalidade do Orçamento já tinha recolhido as 23 assinaturas necessárias para ser aceite no Tribunal Constitucional.

Interrogado se esta iniciativa de suscitar a constitucionalidade do Orçamento é uma afronta à sua liderança parlamentar no PS, Zorrinho referiu que a prioridade da bancada socialista "é a fiscalização política do Orçamento".

"Demarcamo-nos totalmente da iniciativa de alguns deputados do PS e do Bloco de Esquerda", disse, usando uma frase que repetiu depois por quatro vezes.

Segundo o presidente da bancada do PS, perante o recurso ao Tribunal Constitucional, "a posição do PS não se altera um milímetro".

"A nossa prioridade total é a fiscalização política do Orçamento. É isso que os portugueses esperam de nós neste momento", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG