Vitorino afasta-se da corrida. Ferreira Leite sem apoios à direita

Ex-comissário europeu do PS já terá comunicado indisponibilidade a António Costa. Ex-presidente dos sociais-democratas não reúne apoios na direção do partido.

Um dia depois de Manuela Ferreira Leite não ter fechado a porta a uma eventual candidatura à Presidência da República, surge uma novidade à esquerda: António Vitorino não estará disposto a entrar na corrida a Belém. "Não será candidato de maneira nenhuma", ouviu o DN.

O ex-comissário europeu já terá mesmo comunicado essa indisponibilidade a António Costa, deixando o secretário-geral do PS com um problema entre mãos, sobretudo porque recentemente também António Guterres, que sempre foi apontado como o "plano A", terá sinalizado não querer ir a jogo - o foco do ex-primeiro-ministro estará no cargo de secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Ao DN, fonte próxima da direção socialista manifestou-se convicta de que, de facto, Vitorino não será candidato. A direção "rosa", contudo, não confirma nem desmente. O DN tentou, sem sucesso, contactar o ex-ministro da Presidência e da Defesa Nacional de Guterres.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG