Vítor Bento quis demitir-se do Novo Banco duas vezes

Carlos Costa revela que o economista deixou aquela instituição bancária por "já não se identificar com o projeto".

Foi Carlos Costa quem o afirmou: Vítor Bento quis demitir-se por duas vezes do Novo Banco. O governador do Banco de Portugal (BdP), numa audição da comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES) que já leva mais de seis horas, revelou que o ex-presidente do BES, primeiro, e do Novo Banco, depois, manifestou a sua intenção de se demitir em duas ocasiões.

Em resposta à deputada Mariana Mortágua (BE) sobre as razões invocadas por Vítor Bento aquando da sua demissão do Novo Banco, Carlos Costa escudou-se no facto de não ter a carta em sua posse, mas frisou que o antigo conselheiro de Estado terá explicado que "já não se identificava com o projeto".

Apesar de tudo, o governador do BdP disse ter manifestado o seu apoio a Vítor Bento - que deixou a presidência executiva do Novo Banco a 13 de setembro - em todo o processo, reiterando que está "muito grato" pelo trabalho que o economista efetuou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG