"Uns dedicam-se às exportações e outros a manifestarem-se"

Várias dezenas de sindicalistas invadiram ontem quatro ministérios - Economia, Finanças, Ambiente e Saúde - numa operação surpresa que apanhou as forças de segurança desprevenidas

O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, escusou-se hoje a comentar as invasões de várias dezenas de sindicalistas da CGTP a quatro ministérios na terça-feira, referindo que "cada um tem a sua agenda".

Questionado pelos jornalistas à margem, da oitava edição do Portugal Exportador, sobre as iniciativas da central sindical, Portas respondeu: "Uns dedicam-se às exportações e outros a manifestarem-se".

Do Centro de Congressos de Lisboa, Paulo Portas segue para o Palácio das Laranjeiras para uma reunião com uma delegação da CGTP, liderada pelo secretário-geral Arménio Carlos para discutir a reforma de Estado.

O vice-primeiro ministro Portas convidou todos os parceiros sociais e partidos com assento parlamentar para debater o guião da reforma do Estado, apresentado por ele no final de outubro.

Várias dezenas de sindicalistas invadiram na terça-feira quatro ministérios - Economia, Finanças, Ambiente e Saúde - numa operação surpresa que apanhou as forças de segurança desprevenidas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG