"Sou um mero militante de base", diz José Sócrates

Ex-líder do PS evitou ao máximo comentar "cerco" de alguns dirigentes a António José Seguro para este revelar cabeça de lista às europeias

José Sócrates escusou-se, esta noite na RTP, a comentar a pequena crise interna no partido socialista com vários dirigentes nacionais, como António Costa, Augusto Santo Silva e Francisco Assis, a defenderem a divulgação do cabeça de lista do partido às próximas eleições europeias. Convidado a comentar, Sócrates respondeu: "Sou um mero militante de base".

Apesar de ter evitado o assunto PS, o antigo primeiro-ministro não deixou de salientar a importância destas eleições, que se realizam a 25 de maio, uma vez que, segundo Sócrates, o que vai estar em causa é o "papel do Banco Central Europeu", sobretudo a forma como este pode agir para manter a coesão da moeda única.

Até para que casos como o de Portugal, Grécia e Irlanda não se repitam. Porque, disse Sócrates, em três anos de austeridade a economia de Portugal recuou 5,8%, a dívida disparou para 124% do PIB e o desemprego passou de 11,8% em 2011 para 16,3% atualmente

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG