Sócrates acusa Governo de "indecência política"

"Isto é uma indecência política" e um "completo desrespeito pelos funcionários públicos". Assim comentou José Sócrates, na RTP, a decisão do Governo de só cumprir em Novembro a determinação do Tribunal Constitucional que o obrigou a pagar o subsídio de férias aos funcionários públicos e pensionistas.

Trata-se - disse ainda o ex-primeiro-ministro - de um "abuso de poder".

José Sócrates comentou ainda longamente a greve dos professores considerando-a completamente legítima: "Estão a lutar pelo seu posto de trabalho", afirmou, dizendo-se ainda "perplexo" pelo facto de o Governo não ter aproveitado a sugestão, "sensata e razoável" da comisão arbitral para que a data dos exames fosse adiada de hoje para dia 20.

Falando também dos discursos do Presidente da República na semana passada sobre a União Europeia, revelou-se irónico, ao considerar que Cavaco Silva adotou agora um lema: "FMI, go home".

Foram no entanto discursos "incongruentes" porque "o problema não é o FMI, o problema é a orientação política da Europa".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG