Soares nega ter feito apelo à violência na Aula Magna

O ex-Presidente da República voltou a lançar duras críticas ao Governo no lançamento do seu novo livro e citou o Papa Francisco sobre os riscos de "implosão social".

Mário Soares negou esta quinta-feira ter feito qualquer apelo à violência no discurso proferido na semana passada na Aula Magna, no encontro que organizou em "Em defesa da Constituição, da democracia e do Estado Social".

No lançamento do seu novo livro intitulado "A esperança é necessária", o ex-Presidente da República voltou a criticar duramente o Governo, frisando que "a situação do País é insustentável" e que "até os banqueiros começam a ter dificuldades".

Por isso, o ex-chefe do Estado evocou as palavras do Papa Francisco sobre a possível risco de "implosão social", apelando ainda a uma resposta comunitária à crise, sob pena de "a Europa cair no abismo".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG