Semedo acusa Fazenda de querer quebrar direção partilhada

O coordenador do Bloco de Esquerda (BE) João Semedo acusou hoje Luís Fazenda e Pedro Filipe Soares, ambos da tendência criada pela UDP, de quererem quebrar a história de "direção partilhada" do BE, introduzindo uma "direção dominada".

João Semedo e Catarina Martins, que se recandidatam em conjunto à coordenação do BE, apresentaram hoje a sua moção à IX Convenção deste partido, numa sala cheia - ao seu lado no palco estiveram, entre outros, Marisa Matias, Mário Tomé, João Teixeira Lopes, José Manuel Pureza, Mariana Mortágua, Cecília Honório - em defesa da "harmonização de posições" e contra a "lógica de grupo" apontada à candidatura de Pedro Filipe Soares.

Questionado pela comunicação social se considera que essa candidatura desrespeita a história do partido que juntou UDP, PSR e Política XXI, João Semedo lembrou que, "durante quinze anos, a direção do BE foi partilhada com muita intimidade política" pelos seus fundadores.

"Houve uma partilha da liderança do BE", frisou, acrescentando que agora "a tendência liderada por Luís Fazenda e Pedro Filipe Soares prefere - é o que decorre das decisões que tomaram -, não uma direção partilhada, mas sim uma direção dominada".

Segundo João Semedo, "é uma mudança significativa, mas a escolha foi deles, a opção foi deles" - e "podiam ter tido outra opção", referiu.

"Não foi por falta de possibilidade de ter um caminho comum que esses meus camaradas e optaram por outro caminho. Houve um momento em que esse caminho poderia ter sido feito, eles não o aceitaram e, portanto, a responsabilidade é deles", disse.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG