Seguro quer tribunais abertos com magistrados "visitantes"

O secretário-geral do PS defendeu hoje que, em vez do encerramento dos tribunais, o Governo devia mantê-los em funcionamento com serviços mínimos, obrigando os magistrados a deslocar-se a esses tribunais. "Não faz nenhum sentido encerrar tribunais no Interior do país", afirmou António José Seguro numa sessão na Câmara Municipal de Vinhais.

"Faz-se ao contrário: vêm os magistrados", propôs o líder socialista. "Para quem já tem tantos gastos", disse, falando das populações mais carenciadas, é o que faz sentido, defendeu. Encerrar sem mais os tribunais, como pretende o Ministério da Justiça, é uma ideia que "só pode vir de um Governo que não conhece o Interior do país", rematou, arrancando aplausos aos autarcas e populares que enchiam o salão nobre deste autarquia transmontana.

Outra área que Seguro elegeu para se distinguir do Governo foi a da Saúde, com a retirada de cuidados de saúde primários a populações envelhecidas, que num contexto de crise já estão muito afetadas. "Com a saúde dos portugueses nós não podemos brincar", disse.

António José Seguro começou por Vinhais a sua presença nas Jornadas Parlamentares do PS que decorrem na cidade de Bragança.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG