Seguro quer mudar a lei da reavaliação das casas

António José Seguro chegou esta manhã à Trofa de fato de treino e ténis, vestido a rigor para a caminhada proposta pela presidente da câmara, Joana Lima, no Parque das Azenhas. Uma marcha de quase dois quilómetros a passos bem largos que terminou com o líder socialista a convidar PSD e CDS a votar na Assembleia da República uma proposta para reavaliar as casas tendo em vista o pagamento de impostos.

O desafio lançado por Seguro aos partidos do Governo tem a ver com as promessas de outros candidatos no concelho de baixar o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). "Propomos a atualização do valor das casas para o valor real, o que significa que o imposto também vai baixar", explicou o líder socialista. E aconselhou aos apoiantes que caminharam a seu lado: "Quando o PSD e o CDS vierem com a cantiga do costume, digam duas coisas. Primeiro, que eles são responsáveis pela dívida, segundo, que votem a favor da proposta do PS".

A proposta de alteração legislativa do PS será discutida no Parlamento no dia 3 de outubro.

O líder do PS apresentou-se na pista pedestre e ciclovia, inaugurada há uma semana, em boa forma física. E no final não hesitou a dançar ao som de Black Eyed Peas e Christina Aguilera.

Desporto é sinónimo de saúde, diz Joana Lina, ex-deputada que se candidata ao segundo mandato autárquico. "Quisemos trazer para o debate político uma temática diferente. O objetivo é valorizar o desporto e uma forma de vida saudável", justificou a iniciativa "Em forma com determinação", que dia sim, dia não, leva os locais a fazer ginástica.

António José Seguro seguiu até Matosinhos, mais propriamente ao Bairro da Biquinha, habitação social onde foram muitas as queixas dos moradores. Ironizou com as declarações, ontem, de Passos Coelho, em como não tínhamos que cumprir a mesma taxa para o pagamento que a Irlanda, caraterizando, ironicamente, o primeiro-ministro de "incompreendido".

Exclusivos