Seguro diz que é "um líder muito feliz"

António José Seguro disse hoje ser "um líder muito feliz do Partido Socialista por saber que há muita qualidade nos dirigentes" do partido, incluindo no presidente da Câmara de Lisboa, António Costa.

No final da visita ao festival do anho e do arroz no forno, em Baião, António José Seguro foi questionado pelos jornalistas sobre a entrevista que António Costa deu hoje à Agência Lusa, onde admitiu que houve alturas em que quis ser secretário-geral do PS e que tem mesmo "algumas qualidades" úteis para a função, mas lembrou que este não é o momento para colocar a questão.

"Sou naturalmente um líder muito feliz porque há muita qualidade em muitos dirigentes do Partido Socialista e também no Dr. António Costa, naturalmente, como é normal", respondeu o secretário-geral socialista.

Considerando que esta foi uma "entrevista normal e natural", e perante a insistência dos jornalistas, António José Seguro garantiu que, na situação muito difícil que o país atravessa, a sua "responsabilidade" e "preocupação está toda focada em encontrar soluções para que os portugueses possam resolver os seus problemas".

Cinco anos depois de ter tomado posse como presidente da Câmara de Lisboa, a 01 de agosto de 2007, António Costa disse, em entrevista à agência Lusa, que governar um município "tem de implicar um grande gosto" e disponibilidade permanente, envolvendo um grau de exigência "muito superior a ser membro do Governo".

"Houve alturas em que eu queria e não podia ser, houve alturas em que eu queria e havia pessoas mais bem colocadas, houve alturas em que não queria. Essas perguntas não se fazem em abstrato, fazem-se no momento certo, quando as oportunidades existem. Neste momento é um problema que não se coloca, o PS tem um líder. Se um dia estiver em discussão, poder-me-á fazer a pergunta e logo verei que resposta estarei em condições de dar", respondeu quando questionado sobre a possibilidade de ser secretário-geral socialista.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG