Seguro diz desconhecer declarações de Sócrates sobre pagamento de dívidas

O secretário-geral do PS, António José Seguro, recusou-se hoje a comentar declarações que foram proferidas pelo seu antecessor no cargo, alegando desconhecer quer o contexto, quer o teor das posições assumidas por José Sócrates.

António José Seguro falava aos jornalistas no final de uma visita à fábrica da Gelpeixe, em Loures, depois de ter sido confrontado com declarações proferidas por José Sócrates em Paris, durante uma palestra promovida pelo pólo universitário de Poitiers na capital francesa.

"Para pequenos países como Portugal e Espanha, pagar a dívida é uma ideia de criança. As dívidas dos Estados são por definição eternas. As dívidas gerem-se. Foi assim que eu estudei", afirmou o ex-primeiro ministro José Sócrates, em Paris, citado pelo "Correio da Manhã".

Confrontado com estas posições, António José Seguro recusou-se a comentá-las.

"Não conheço o nem o contexto nem as declarações proferidas pelo ex-primeiro-ministro e, como tal, não vou fazer qualquer comentário. Não me peçam para fazer um comentário sobre declarações que desconheço", alegou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG