Segurança Social necessita de "particular cuidado"

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, afirmou hoje no Parlamento que tanto a despesa como as receitas fiscais estão sob controlo e que só a Segurança Social é que necessita de "ser acompanhada com particular cuidado".

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, afirmou hoje no Parlamento que tanto a despesa como as receitas fiscais estão sob controlo e que só a Segurança Social é que necessita de "ser acompanhada com particular cuidado".

Em resposta à interpelação do Bloco de Esquerda sobre política orçamental, Vítor Gaspar disse que os dados de execução orçamental, com que foi confrontado, "confirmam que as receitas fiscais se estão a desenvolver com o padrão previsível para esta altura do ano" e ainda que "as despesas estão igualmente sob controlo".

A única área em que o governante admite que a execução não está a correr tão bem é nas contas da Segurança Social, afirmando que o problema se deve ao aumento da taxa de desemprego e da evolução da massa salarial, mas que, ainda assim, não é passageiro.

"Existe, no entanto, uma área que precisa de ser acompanhada com particular cuidado, que é a área da Segurança Social em que se verifica o efeito da evolução da taxa de desemprego e a evolução da massa salarial que incide quer sobre a despesa, quer sobre a receita da Segurança Social. Trata-se de um fenómeno cíclico", disse o governante.

Na resposta à intervenção da deputada Ana Drago, o ministro das Finanças disse ainda que as medidas previstas no programa da 'troika' "permitem responder adequadamente ao desafio que Portugal enfrenta, são uma estratégia crucial para libertar o nosso país da tirania da dívida, para garantir as condições do crescimento sustentado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG