Seara nunca duvidou da decisão favorável do TC

O candidato da coligação autárquica "Sentir Lisboa", Fernando Seara, disse hoje que nunca duvidou da decisão favorável do Tribunal Constitucional (TC) e assegurou que a sua candidatura a Lisboa não é para "dar o salto" para outros cargos.

"Nunca, como jurista que sou, duvidei de que esta seria a solução e que a lei com que pretenderam cercear direitos cívicos e elementares não poderia merecer outra interpretação que não o impedimento em razão do território e nunca em razão de uma função que é, por natureza, eminentemente territorial", afirmou o candidato da coligação PSD/CDS/MPT à Câmara de Lisboa.

Fernando Seara falava durante uma conferência de imprensa realizada hoje em Lisboa, um dia após o Tribunal Constitucional ter decidido a favor das candidaturas de presidentes de câmara já com três mandatos cumpridos noutros municípios.

Afirmando que foram "longos os meses" e que "custaram muito a passar", enquanto esperava pela decisão, Fernando Seara admitiu que a sua candidatura foi prejudicada com todo este processo.

Contudo, o candidato referiu que 22 dias (até às eleições autárquicas de 29 de setembro) "é muito tempo", assegurando que a sua candidatura vai trabalhar para ganhar.

"Tudo tentaram. Providências cautelares, ações judiciais, campanhas difamatórias, para me vergarem e limitarem a capacidade de afirmação desta candidatura [...]. É por isso que estas eleições não são para pessoas que tenham medo", disse o social-democrata.

"Quiseram ganhar na secretaria. Perderam", frisou.

Numa alusão a outras eventuais pretensões do candidato do PS à câmara e atual presidente, António Costa, Fernando Seara disse que não é "candidato a Lisboa para dar um salto do Rato a Estrasburgo, a São Bento ou até a Belém".

"Candidato-me a Lisboa e só Lisboa me preocupa", afirmou.

O social-democrata criticou ainda o estado da cidade, considerando que "continua suja e com passeios cheios de buracos", e o facto de a câmara só agora "em plena campanha eleitoral" estar a proceder a obras de repavimentação.

Nesse sentido, desafiou o atual presidente da câmara para "todos os debates", nos dias, lugares e com os moderadores que entender.

O Tribunal Constitucional decidiu na quinta-feira permitir que os presidentes de câmara que tenham exercido três mandatos consecutivos possam candidatar-se a esse cargo noutro município nas eleições autárquicas de 29 de setembro.

Fernando Seara viu assim autorizada a sua candidatura a Lisboa.

São também já conhecidas as candidaturas do PS (a coligação "Juntos Fazemos Lisboa" liderada por António Costa), da CDU (João Ferreira), do Bloco de Esquerda (João Semedo), do PPM/PND/PPV (Nuno Correia da Silva), do PCTP/MRPP (Joana Miranda), PAN (Paulo Borges) e o PNR (João Patrocínio) à Câmara de Lisboa nas autárquicas de 29 de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG