Santana Lopes não será candidato à Presidência da República

Deveres enquanto Provedor da Santa Casa da Misericórdia, responsabilidades profissionais e disponibilidade para a família são as razões apresentadas pelo ex-primeiro-ministro.

O antigo primeiro-ministro e ex-líder do PSD Pedro Santana Lopes, atual provedor da Santa Casa da Misericórdia, anunciou hoje que não será candidato à Presidência da República, num comunicado enviado à Agência Lusa.

"Não serei candidato à Presidência da República nas próximas eleições. Tomei esta decisão, considerando os meus deveres enquanto Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e, também, as minhas responsabilidades profissionais", justifica Santana Lopes, invocando igualmente como relevante a importância de manter a disponibilidade para a sua família.

Santana Lopes, que em janeiro tinha afirmado que poderia ser candidato às eleições presidenciais do próximo ano, justifica o anúncio, hoje, da sua não candidatura por esta decisão nada ter a ver com o resultado das próximas legislativas.

"Deixar a divulgação desta decisão para depois de 4 de outubro nunca permitiria esclarecer uma provável dúvida desse teor", sublinha, acrescentando que seja a decisão negativa "em nada perturba, nem mistura, só clarifica".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG