Salgado volta a ser ouvido no Parlamento no dia 19

Ex-presidente do BES regressa à comissão parlamentar de inquérito na próxima semana. Maria Luís Albuquerque presta novos esclarecimentos no dia 25.

O ex-presidente do Banco Espírito Santo, Ricardo Salgado, vai voltar a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito (CPI) na próxima quinta-feira. Quem o confirmou aos jornalistas foi o presidente da CPI, o social-democrata Fernando Negrão, após uma reunião com os coordenadores dos cinco partidos com assento na CPI.

O antigo banqueiro, que ficou conhecido como o "Dono disto tudo", vai comparecer perante os deputados às 16.00 horas, naquela que será a segunda repetição dos trabalhos da investigação parlamentar - Sikander Sattar, presidente da KPMG Portugal, também já tinha regressado, ainda que na condição de líder da KPMG Angola (a segunda audição decorreu à porta fechada).

Porém, esse não foi o único regresso agendado esta quinta-feira, uma vez que os deputados marcaram também novas audições ao presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Carlos Tavares, no dia 24 de março às 09.00, ao governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, no mesmo dia às 15.00, e à ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, a 25 de março às 16.00.

Fernando Negrão deixou ainda em aberto a possibilidade de os trabalhos da comissão poderem terminar no dia 25 de março - no que respeita às audições de figuras que ainda podem dar explicações sobre a derrocada do BES e do Grupo Espírito Santo (GES) -, caso os cinco grupos parlamentares considerem que não necessitam de recolher mais testemunhos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG